5 Passos Para Criar Sua Loja Virtual

Você parou, pensou, observou e decidiu criar a sua loja virtual. Parabéns!

Agora é só colocar a mão na massa. Mas que massa, qual mão vai primeiro? Ok! Vamos te ajudar.

Criando sua loja virtual

projeto loja virtual
projeto loja virtual

 

1º Passo: Projeto

Embora não seja uma característica do brasileiro, e como não poderia deixar de ser, o primeiro passo é o projeto. Já dizia o sábio Salomão nos idos de sei lá quanto antes de Cristo “Se você deixa o machado perder o corte e não o afia, terá de trabalhar muito mais. É mais inteligente planejar antes de agir.” Ec. 10:10

Esta é a fase em que você determinará qual tipo de pagamento receberá em sua loja, quais as políticas de troca, formas de entrega, canais de relacionamento, estoque, logística, etc.

Não vamos nos demorar muito neste passo. Consideremos que você já tenha levado em conta todos os fatores relevantes para seu negócio, conheça bem o seu produto e saiba a que nicho atender. Vamos logo ao segundo passo.

2º Passo: Canais de venda

Para ser sincero, nem sempre é necessário ter uma loja virtual para vender produtos pela internet. Alguns produtos vendem melhor em redes sociais, outros em marketplaces, etc.
É necessário conhecer bem seu público alvo para divulgar seu produto onde ele está e usando a linguagem que ele entenda.

Pressupondo que a loja virtual seja realmente a melhor opção para a venda de seu produto, o primeiro passo é a escolha da plataforma. Existem diversas plataformas no mercado. Algumas de código aberto, como Magento, Prestashop, entre outras. Algumas com cobrança mensal, e outras desenvolvidas especialmente para seu negócio. Não importa qual desses você vai escolher, o que realmente importa é descobrir qual atende os requisitos necessários para que seu cliente consiga encontrar facilmente o produto desejado.

Se você vende sapatos, você precisa de uma plataforma que permita cadastrar o produto com variação de cor e tamanho. Se vende roupas da mesma forma. A escolha da plataforma deve considerar a melhor experiência possível de navegação para o seu cliente. Quanto mais simples, melhor!

Outra questão importante e muitas vezes ignorada, é conhecer a empresa de quem está contratando o serviço. Atualmente muitas empresas de marketing vendem lojas virtuais de código fonte aberto utilizando o trabalho de programadores terceirizados. O lay-out pode ficar lindo, mas quando você precisar de suporte técnico pode ver a coisa muito feia.

3º Passo: Produtos

Nunca caia na tentação de ser uma Americanas da vida.

É legal ter muitos produtos, poder suprir todas as necessidades e desejos do cliente, mas na prática isso é inviável. Imagine administrar uma loja virtual com milhares de produtos. Os custos com logística, manipulação, etc.

O legal é se especializar em um nicho específico. Veja a loja 33 e 34. Uma loja especializada em calçados femininos número 33 e 34. E você acha que não funciona? Olhe de novo; eles conseguiram identificar um público de aproximadamente 5 milhões de pessoas, e trabalhar exclusivamente para esse público.

Escolha bem a que público quer atender, qual produto é necessário para esse público.

Exemplo:
Você é ciclista e passou um bom tempo atrás de um determinado modelo de sapatilhas muito desejado pelos seus amigos e que dificilmente é encontrado. Que tal montar uma loja para venda dessas sapatilhas?

Depois disso, faça boas fotos, siga nossas dicas na matéria “Otimização na descrição de produtos

4º Passo: Divulgação

Agora que a plataforma foi escolhida, os produtos já foram cadastrados, então é hora de começar a se mostrar para o mundo. Não adianta achar que basta ter uma loja na internet que as pessoas vão te encontrar. A realidade é bem mais cruel!

Ter uma loja virtual sem divulgação é o mesmo que ter uma sorveteria no 189º andar de um prédio. Não adianta abrir a sorveteria, limpar e organizar tudo e ficar sentado na porta esperando o cliente aparecer. Você tem que se fazer achar.

Felizmente para isso existem inúmeras maneiras de aparecer. Na mídia convencional é possível ser encontrado mencionando seu site em cartões de visitas e outros impressos, jornais, rádios revistas, etc, mas o ideal é que você se mostre para quem já está conectado. Para isso você pode usar as redes sociais, Google, blogs, etc. Use a criatividade e invista de forma inteligente.

5º Passo: Atendimento

Neste último passo de nossa relação, vamos considerar como atendimento todo o trabalho de gerenciamento de sua loja virtual. Tal qual uma loja off line, a loja virtual necessita de toda uma rotina administrativa.

Após sua primeira venda e confirmação do pagamento, inicia-se uma corrida para que o cliente fique satisfeito e volte mais vezes. Separar produtos, embalar, etiquetar, despachar são apenas alguns dos pontos a se observar após a venda, mas parabéns se você alcançou este ponto. De agora pra frente foque na fidelização do cliente, criando um relacionamento com ele, seja através de campanhas promocionais, e-mails com assuntos de interesse dele e talvez relacionados ao produto adquirido.

Seja como for, após conseguir o cliente, se esforce para surprrendê-lo, invista em um relacionamento com ele, pois é mais barato manter o que você já conquistou do que correr atrás de novos relacionamentos.

One Comment

Deixe uma resposta para Flavio Avelar Cambraia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *